• Rods Dirtsamples

PRINCE FAR I – JAMAICAN HEROES


PRINCE FAR I


Nascido Michael James Williams em Spanish Town, Jamaica, em 1945, Prince Far I cresceu na área de Waterhouse em Kingston. No início dos anos 1970, ele trabalhava com o nome artístico de King Cry Cry, com algumas canções lançadas pelo produtor Coxsone Dodd. Ele então começou a usar o nome de Prince Far I. Com uma voz de voz única, profunda e rouca e com estilo, ele se tornou um artista popular de reggae, chamando-se ‘The Voice of Thunder’ (A Voz do Trovão).



Ele gravou álbuns para vários produtores de destaque. Ele também se dedicou a produzir seu próprio trabalho para seu próprio selo Cry Tuff. Ele gravou com Joe Gibbs o conhecido single Heavy Manners em resposta aos contínuos problemas políticos, usando o hit de Naggo Morris, "Su Su Pan Rasta", de 1975. Um álbum com o mesmo nome foi lançado em breve. Os álbuns "Voice Of Thunder", "Message From The King" e "Jamaican Heroes" podem ser considerados materiais essenciais do Prince Far I. Infelizmente, esse gênio artista nos deixou cedo demais. Ele foi assassinado em 15 de setembro de 1983, no meio das sessões de gravação do produtor Roy Cousins.



JAMAICAN HEROES


O álbum de 1980 o vê em uma combinação matadora de estilo com a banda de apoio dominante da época, Roots Radics, liderada pelo super baixista Flabba Holt. "Encharcados" em um banho de som borbulhante de eco, reverberação e delay, eles sustentam as letras conscientes provocantes do cantor com cenários poderosos, às vezes místicos e sempre intrigantes. Como estamos acostumados, a voz impressionante de Príncipe Far I garante meia hora de reggae de primeira linha.

O fato de ele fazer uso criativo de riddims comprovados da rica história da música jamaicana não é problema algum. Ele usa o aclamado Satta riddim para "Deck Of Life", que por sinal é uma versão da música "Deck Of Cards" que ele gravou para Joe Gibbs. O artista também usa o "Stalag riddim" de Winston Riley para "The Vision".


Confira Deck of LIfe, música retirada do album: